Resenha de “Vermelho, Branco e Sangue Azul” de Casey McQuiston

Frederico Gayer Machado de Araujo é um grande amante da leitura, e revela adorar romances como “Vermelho Branco e Sangue Azul” de Casey McQuiston. Trata-se de um livro classificado como New Adult que aborda o relacionamento entre dois jovens: Alex e Henry.

No enredo somos apresentados ao filho da presidenta dos Estados Unidos e o príncipe da Inglaterra. Frederico Gayer Machado de Araujo explica que tudo vai bem, no entanto, ambos se odeiam.

Após um imprevisto que acaba revelando a mídia o descontentamento entre as duas personalidades, Frederico Gayer Machado de Araujo explica que um acordo é estabelecido entre a coroa e o governo: Alex e Henry se tornaram melhores amigos para que os boatos entre esse relacionamento conturbado chegasse ao fim.

Porém, assim que começam a passar mais tempo juntos, percebem que não se odeiam tanto assim… e o que os separavam, será justamente o que irá aproximá-los.

Segundo Frederico Gayer Machado de Araujo, o livro é um contemporâneo clichê perfeito, no entanto, abordado por meio de uma trama LGBT, trazendo uma personalidade única para a história. Além disso, a trama conta com personagens secundários incríveis, que enriquecem ainda mais o enredo.

Os personagens são carismáticos, engraçados e repletos de camadas, que com certeza, revela Frederico Gayer Machado de Araujo faz com que o leitor se apegue. Lidando com assuntos sérios de uma forma leve e fluida, o livro com certeza trará uma leitura agradável aos apaixonados por histórias de romance.

O livro foi publicado no Brasil pela editora seguinte e promete te surpreender positivamente. Frederico Gayer Machado de Araujo recomenda a leitura e garante uma boa experiência.