A importância de estimular o empreendedorismo feminino – por Carla Maria Silva Maia

O empreendedorismo feminino vai além do campo empresarial, diz respeito ao empoderamento feminino, independência financeira e libertação, relata Carla Maria Silva Maia, empresária especializada no ramo de gestão de projetos, responsável por angariar fundos de investimentos para o desenvolvimento de diversos projetos.

Pesquisas revelam que o número de mulheres empreendedoras aumentou nos últimos anos, além disso, são caracterizadas por serem mais instruídas e mais jovens que os homens.

Despertar e estimular o empreendedorismo feminino é crucial para uma sociedade mais justa e igualitária, narra Carla Maria Silva Maia. Além de gerar empregos e impulsionar o mercado, o empreendedorismo feminino é capaz de aumentar a renda de mulheres, o que consequentemente faz com que sejam independentes e donas de si.

Os dados mostram que as mulheres possuem um grau de escolaridade mais elevado que os homens, bem como a taxa de inadimplência comparada aos homens são mais baixas, mesmo com toda competência apresentada, os juros para elas são mais altos e, geralmente, o crédito em relação aos empréstimos são menores para elas.

Ao empreender, a mulher se torna protagonista de sua vida, alcança liberdade com sua independência financeira e empoderamento, assim conta Carla Maria Silva Maia, impulsionando mulheres a empreender e aumentar as chances de um futuro melhor para si e para sua família, é por isso que devemos engajar mulheres a empreender e gerir negócios.